Theatro São Pedro
Multipalco Eva Sopher

 

Luiz Alberto Gusmão: Diretor Administrativo

Em fevereiro deste ano (2018), faleceu Eva Sopher. Mulher destemida, persistente e inabalável em suas convicções e objetivos de vida. Na década de 70, Eva Sopher assumiu um novo desafio em sua vida: restaurar e reerguer o Theatro São Pedro.

Na década de 80 entregou, aos gaúchos e ao Brasil, este templo da cultura. Mas, não parou por aí, atravessando o século tentando transformá-lo em um complexo cultural nunca visto em nosso país.

No dia de seu passamento, o Governador do estado, José Ivo Sartori, fez a homenagem que todos os gaúchos esperavam, anunciando que o complexo passaria a se chamar MULTIPALCO EVA SOPHER.

Esta obra, encantadora, não só possibilita o desenvolvimento das mais diferentes manifestações de arte, mas também de inclusão social, na sociedade, com a inserção de jovens em situação de risco. O que hoje já vem ocorrendo, através de convênio celebrado com a ONG “Sol Maior”.

Cerca de 300 crianças, em situação de risco, são atendidas recebendo gratuitamente, nas dependências do Multipalco, aulas dos mais diversos tipos de dança e também instrumentos musicais.

As crianças que requentam estas aulas precisam manter seu foco no estudo e devem vir acompanhadas de responsável, recebendo, para tanto, auxílio, transporte e lanche, durante o período em que aqui se encontram, em aprendizado.

Recentemente, em 08/março2018, no Dia Internacional do Teatro, foi entregue à população mais uma parte das obras: o Foyer do Multipalco. Esta data é extremamente significativa, pois em 2003 Dona Eva retirou a primeira pá de terra do terreno onde hoje se assenta a gigantesca obra. Na mesma data , recebemos com muita satisfação a nomeação do novo presidente da Fundação Teatro São Pedro, o jornalista, professor e crítico de teatro Antônio Hohlfeldt.

Antônio, como é chamado por seus amigos, é homem afável afeito aos meandros da cultura e estimado por todos. Além disto, é fato de que durante sua vida sempre teve laços estreitos com dona Eva, o que lhe confere a fé na cultura como ferramenta revolucionária de uma sociedade. Sua  capacidade empreendedora nos dá a certeza para a continuidade da obra do Multipalco e do legado desta mulher apaixonada que não será esquecido. 07 de fevereiro de 2018 foi um breve momento de descanso para a batalhadora, que segue viva em nossa memória e na administração desta instituição cultural. Seguiremos em frente.